02.Out.2011 REM

Eu já tinha prometido pra mim escrever alguma coisa sobre isso, afinal foi o melhor show que eu já vi na minha vida e eu nunca vou esquecer dele. Tenho alguns discos, baixei outros, mas o especial que o REM tem é a importância que música deles tem pra mim a cada momento que eu escuto. São músicas que trazem felicidade, arrepios e paz, além de uma vontade de dançar sem fim.
Estive no Rock in Rio em 2001. Eu, meus 23 anos de idade, um bermudão, um coturno e uma camisa branca com uma folha grande e um texto que dizia “La hoja de coca no es una droga”. Vivi um final de semana que nunca na minha vida vai ter preço. Vi nesse período de tempo de Jair Rodriguês a Oasis, de Carlinhos Brown (sim, eu joguei garrafas nele) a Guns N’ Roses. REM pra mim foi o presente daquele festival. Era o último show da noite, o palco mudou, as luzes eram outras, o sentimento era outro e as músicas caiam sobre nós como uma manta de felicidade. Tenho flashs de momentos que nunca vou esquecer, como a felicidade de ouvir o primeiro acorde, o momento em que por pouco não toquei na cabeça de Michael Stipe no momento em que ele desce e caminha no corredor do House Mix e a volta ao palco nos momentos finais em que a banda toca Everybody Hurts e em seguida End of the world (lembro de cada pulo que eu dei).
Quando soube que a banda tinha acabado eu fiquei tão puto que até hoje não parei pra ler nada sobre o assunto ou entender os motivos.
Pra mim fim de banda sempre tinha haver com algum problema com mulher, mas nos tempos de hoje, há outros motivos como homens por exemplo.
Ainda bem que hoje podemos contar com as lembranças digitais. E se um dia a banda voltar que seja pra melhor. E ainda bem que tudo isso realmente existiu.

24.Jun.2011 O tal do Full HD é foda mesmo.

Essa foi uma das melhores surpresas que a impregnação do rádio trouxe nos últimos meses. Varias vezes executada durante a programação, a primeira coisa que eu pensei quando ouvi essa música foi que dona da voz era preta. A descoberta do clipe no Youtube foi um choque maior ainda.
A moça é branca, dona de uma voz forte e o clipe é foda.
A melhor coisa que tem é a forma como a imagem pode transformar e fazer vc entender melhor o som. Cada enquadramento, cada situação seja ela os copos com água ou os pratos sendo quebrado, instrumentos somente a bateria e embaixo da escada pra vc ficar com a ideia na cabeça e procurar um escada pra fazer o mesmo com a sua, o fogo, o branco com preto dá melhor forma, cenários comuns, mas diferentes, o inesperado e principalmente a dança.
A beleza dos movimentos e o diferencial dos elementos, seja nas roupas, na espada ou o pó branco que dança com música. Bonito!

Comentários Desligados

09.Jun.2011 Aí vc vai dizer… “Como é que alguém não pensou nisso antes…”

A Vivo, aproveitou a data do dia dos namorados para homenagear um dos casais de namorados que para muitos da decada de 80 e 90 foi um exemplo excelente de encontro perfeito e amor a primeira vista, Eduardo e Mônica.
Simples! Pega a letra da música, faz um roteiro e filma. Pode parecer a ideia mais simples do mundo, mas não é. Tenta pegar “Vou me afundar na lingerie” de Arnaldo Batista e fazer um roteiro dela…

Fiquei de cara com a qualidade do trabalho, atores, fotografia, a sutileza que o produto aparece e principalmente o roteiro de senas.
Vc pode não gostar de Legião, mas a música ajuda muito na viagem da coisa.
Tire sua própria conclusão.

20.Mai.2011 Tudo vai voltar ao normal.

O motivo do silêncio foi por um bom motivo e ao mesmo tempo não.
Comprei um computador novo, virei usuário Mac. To amando, é muito foda, outro mundo!
A parte ruim e o motivo do silêncio foi que eu perdi o login e a senha desse blog e não teve quem fizesse eu lembra.
Mas de ontem pra hoje eu sonhei com uma pista da senha a acertei.
O coisa tá de volta.
Prometo que vou escrever.

23.Mar.2011 Brinquedo novo.

Estou com iphone 4 e to gostando da coisa.
Trabalhar com tecnologia me ajudou muito nesse sentido. Estou mais aberto pra novidades, gostando do aprendizado e vendo com outros olhos o que tudo pode proporcionar.
Tudo na sua devida proporção, não sou nenhum mestre, mas já dou minhas voltas em alguns aplicativos e to sempre de olho no que é interessante. Até meu padastro Seu João me deu um livro de bolso chamado “domine seu iphone”.
Mas os aplicativos de imagens são os que mais me deixam fascinado.
Primeiro foi o Instagram e agora o 8mm. Fotos e vídeos em qualidades incríveis com acabamento de antigamente.
Fiz um vídeo esse fim de semana voltando do Tiweekend. Comecei a gravar na entregada da reserva florestal, saída de Tamandaré. Câmera tipo super8, o que mais impressiona é a intensidade da luz.
To virando Nerd!

07.Fev.2011 Fico muito feliz quando as cabeças pensam criativamente.

O título diz tudo!
Minha vontade é de dar um abraço nesse cara (ou nesses caras) que tiveram essa sacada brilhante.
Quem aqui não já pediu uma Coca e ouviu do garçom a frase “só tem Pepsi”.
Pra mim foi a forma mais criativa dos últimos tempos de demonstrar o mundo de oportunidades e possibilidades que pode ter a força da escolha do consumidor.
Sem falar que essa lata fosca com a marca retrô é muito foda!

16.Jan.2011 Pagode da Disney.

Nos primeiro dias do ano de 2011, tive uma aula com Gaby (de Laroca) sobre desenhos da nova e da velha Disney. Tive uma boa lembranças de desenhos que ainda vivem hoje e fizeram parte da minha infância.

Mas o que eu mais adorei foi o Pagode da Disney feito por Arlindo Cruz que foi exibido durante o intervalo nesse mesmo dia. Uma obra de arte, somados a sinceridade de uma bom samba.

19.Dez.2010 Pianolab 2 anos.

Já são 2 anos de acordes bem aplicados, muitos altos e baixo e muita luta para que sejam mais os altos do que baixos.

Todo dia um aprendizado novo, todo dia um dia novo, sempre buscando pela honestidade e pela felicidade.

Eu me considero um felizardo por trabalhar do lado de pessoas que admiro tanto.

Vida a longa a Pianolab!

Com diz a música, “Vai lá na sala e senta no Piano, que eu canto a melodia pra vc.”

Destruindo Amélia.

Já é tarde, tudo está certo
Cada coisa posta em seu lugar.
Filho dorme ela arruma o uniforme
Tudo pronto pra quando desperta.

O ensejo a fez tão prendada
Ela foi educada pra cuidar e servir.
De costume esquecia-se dela
Sempre a última a sair…

A despeito de tanto mestrado
Ganha menos que o namorado
E não entende porque.
Tem talento de equilibrista
Ela é muita se você quer saber?!

Hoje aos 30 é melhor que aos 18
Nem Balzac poderia prever.
Depois do lar, do trabalho e dos filhos
Ainda vai pra nigth ferver.

Disfarça e segue em frente
Todo dia até cansar
E eis que de repente ela resolve então mudar.

Vira a mesa,
Assume o jogo
Faz questão de se cuidar.

Nem serva, nem objeto
Já não quer ser o outro,
Hoje ela é um também!

Priscilla Novaes Leone

15.Dez.2010 No final, o problema é meu.

Puxa pra lá,… pra cá,… eu gosto disso,… vc não gosta daquilo, apaga isso,… deixa aquilo…
No final, o que todo mundo quer é ficar bem e os problemas se resolvem. Nem que seja aparentemente.
Eu sei como resolver meus problemas, mesmo que não seja a melhor forma pra todos.
A vida é minha! E ninguém tem que entender nada mesmo não.
Já pensou como tudo ia ser bom?!…
Era só apagar, e tá tudo resolvido…